Pagamento do 13º salário injetará R$ 200 bilhões na economia

O pagamento do 13º salário deverá injetar R$ 200 bilhões na economia neste ano, valor que representa 3,2% do Produto Interno Bruto (PIB) do País. O cálculo foi feito pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), que estima que cerca de 83,3 milhões de brasileiros serão beneficiados com um rendimento adicional de, em média, de R$ 2.251,00. No ano passado, segundo o Dieese, o valor chegou a R$ 196,7 bilhões. O Dieese estima que a maior parte do benefício é paga aos trabalhadores formais nos dois últimos meses do ano – em 30 de novembro e 20 de dezembro -, mas o cálculo também considera as parcelas quitadas ao longo do ano. Do total de brasileiros que devem receber o benefício, aproximadamente 48 milhões, ou 57,8%, são trabalhadores do mercado formal. Entre eles, os empregados domésticos com carteira de trabalho assinada somam 1,9 milhão, o equivalente a 2,2% do conjunto de beneficiários. Do montante a ser pago, perto de R$ 132,7 bilhões, ou 66,2% do total, irão para os empregados formalizados, incluindo os trabalhadores domésticos. Outros 33,8%, cerca de R$ 67,7 bilhões, serão pagos aos aposentados e pensionistas. Os aposentados ou pensionistas da Previdência Social (INSS) representam 34,1 milhões, ou 40,9% do total. Além desses, aproximadamente 1,1 milhão de pessoas (ou 1,3% do total) são aposentados e beneficiários de pensão da União (Regime Próprio). Há, ainda, um grupo de aposentados e pensionistas dos estados e municípios (regimes próprios) que também vai receber o 13º e que não pode ser quantificado. Considerando apenas os beneficiários do INSS, o equivalente a 34 milhões de pessoas, o valor recebido será de R$ 44,9 bilhões. Aos aposentados e pensionistas da União caberá o equivalente a R$ 9,8 bilhões (4,9%); aos aposentados e pensionistas dos estados, R$ 10,2 bilhões (5,1%); e R$ 2,7 bilhões aos aposentados e pensionistas dos regimes próprios dos municípios. Para chegar a estes valores, o Dieese levou em conta os dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), ambos do Ministério do Trabalho. Também foram consideradas informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), da Previdência Social e da Secretaria Nacional do Tesouro (STN).

economia

Impacto financeiro no Estado é de R$ 13 bilhões

Até dezembro de 2017, estima-se que deverão ser injetados, na economia gaúcha, aproximadamente R$ 13 bilhões, em decorrência do pagamento do 13º salário. Esse montante representa aproximadamente 6,5% do total do Brasil e 40,2% da região Sul. Os recursos pagos representam em torno de 3,3% do PIB estadual. O contingente de pessoas no Estado que receberá o 13º foi estimado em 5,6 milhões. Os empregados do mercado formal, celetistas ou estatutários, representam 51,4%, enquanto pensionistas e aposentados do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) equivalem a 46,6%. O emprego doméstico com carteira assinada participa com 2,0%. O número de pessoas que receberá o 13º salário no Rio Grande do Sul em 2017 é superior em 0,08% ao calculado para 2016 (estima-se que mais 4.444 pessoas passarão a receber o benefício). Em relação ao montante, o valor apurado em 2017 cresceu 4,3% frente a 2016 (R$ 12,5 bilhões).

Anefac apurou que 85% dos consumidores planejam pagar dívidas com bônus

Pesquisa da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) com 1,045 consumidores apurou que 85% dos entrevistados pretendem utilizar o 13º para pagar dívidas contraídas – aumento de 4,94% em relação a 2016. Ao mesmo tempo, houve queda de 33,3% nos consumidores que devem poupar parte do que sobrar para as despesas de começo de ano, como IPVA e IPTU. Segundo Miguel de Oliveira, diretor de estudos e pesquisas econômicas da associação, essa redução se deve ao fato de que, com o maior endividamento das famílias, boa parte dos recursos serão destinados ao pagamento de dívidas, reduzindo o volume que sobra para aplicações financeiras. A maioria (94%) dos entrevistados tem dívidas no cheque especial e no cartão de crédito. Esta é a linha com maior peso na composição das dívidas em aberto dos consumidores, atingindo 51% do total em 2017 – alta de 6,25% ante 2016. O cheque especial responde por 43% do saldo devedor (elevação de 4,88% sobre o ano passado). Apenas 5% dos entrevistados pretendem usar o dinheiro extra para comprar presente – queda de 16,67% na comparação com 2016. Os consumidores têm se mostrado preocupados em reduzir o volume de seus gastos neste Natal: 95% pretendem gastar até R$ 500,00, contra 94% em 2016. A maioria (35%) quer gastar entre R$ 200,00 e R$ 500,00. A Anefac sugere que o 13º seja efetivamente utilizado para o pagamento de dívidas, principalmente aquelas com taxas de juros mais altas, como a do rotativo do cartão de crédito (332,4% ao ano em setembro) e do cheque especial (321,3% ao ano). Quitadas as dívidas, a recomendação é tentar reservar valores para as despesas de começo do ano, além das compras de Natal, para evitar começar o próximo ano novamente no vermelho. “Se possível, adie suas compras para juntar o dinheiro e comprar à vista, evitando os juros. Caso isso não seja possível, pesquise muito, barganhe e compre nos menores prazos possíveis – quanto menor o prazo, menor a incidência de juros”, diz a associação. As compras de Natal podem ser antecipadas. “Quanto mais próximo das festas deixar para comprar, mais caro os produtos ficarão”, alerta a Anefac. Outras compras podem ser feitas em janeiro, quando há queima de estoque em diversas lojas. “Não tendo dívidas, ou após a regularização das dívidas existentes e sobrando algum valor, aplique em um fundo de renda fixa ou na caderneta de poupança”, recomenda a associação. – Jornal do Comércio

0 Comentários

Adicione seu comentário

Nickname:
E-mail:
Website:
Comentário:

Outras notíciasIr para página inicial

Secretaria Municipal de Cultura e Esporte resgata tradição do Carnaval em Paulo Afonso

Secretaria Municipal de Cultura e Esporte resgata tradição do Carnaval em Paulo Afonso(0)

No ano em que a cidade de Paulo Afonso completa 60 anos de emancipação política, o carnaval será resgatado com total apoio do Governo Municipal aos blocos carnavalescos. Recommend on Facebook Share on Orkut Tweet about it Print for later Tell a friend

Febre amarela: corrida aos postos de saúde podia ter sido evitada, dizem especialistas

Febre amarela: corrida aos postos de saúde podia ter sido evitada, dizem especialistas(0)

“A corrida aos postos de saúde acontece por conta de um alerta. Mas desde o final de 2016 vemos um novo ciclo de avanço da febre amarela, e as pessoas não se vacinaram nas regiões afetadas”, Recommend on Facebook Share on Orkut Tweet about it Print for later Tell a friend

Aplicativo desenvolvido no Parque Tecnológico facilita comercialização de produtos da Agricultura Familiar

Aplicativo desenvolvido no Parque Tecnológico facilita comercialização de produtos da Agricultura Familiar(0)

Tecnologia de gestão chega às cooperativas e aos pequenos produtores rurais. A Dossier Digital, empresa instalada no Parque Tecnológico da Bahia da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), apresenta o ‘Meu Soft Rural’, aplicativo direcionado à gestão da produção e da propriedade, com o controle de visitas a campo e registro de dados de

Governo convoca Assembleia de Eleição para Fórum de Convivência com o Semiárido

Governo convoca Assembleia de Eleição para Fórum de Convivência com o Semiárido(0)

Com o objetivo de compor o Fórum Estadual de Convivência com o Semiárido, para a gestão 2017 a 2019, o Governo da Bahia, através da Secretaria da Casa Civil, Recommend on Facebook Share on Orkut Tweet about it Print for later Tell a friend

Prefeitura de Glória(BA): Secretaria de Assistência Social informa sobre atualização cadastral para usuários do Bolsa Família

Prefeitura de Glória(BA): Secretaria de Assistência Social informa sobre atualização cadastral para usuários do Bolsa Família(0)

A Secretaria Municipal de Assistência Social da Prefeitura de Glória(BA) através da Gestão do Programa Bolsa Família, informa aos beneficiários cujos filhos mudaram de escola no ano de 2018 Recommend on Facebook Share on Orkut Tweet about it Print for later Tell a friend

Leia mais
banner

Contatos e informações

RR Produção, Publicidade & Comunicação Digital Ltda
Rua da Aurora, nº 30 - Alves de Souza
Paulo Afonso - Bahia

Os artigos e opiniões expressas não representam
obrigatoriamente as adotadas pelo site. Os artigos e
fotos dos colaboradores são cedidos gratuitamente.

Redes sociais

Categorias mais populares

© 2011 Paulo Afonso Notícias - Todos os Direitos Reservados.