TCM apura acúmulo ilegal de cargos em municípios baianos

tcm 14

O Tribunal de Contas dos Municípios vai apurar indícios de acumulação ilícita de cargo, emprego ou função pública e o excedimento do teto de remuneração por servidores em todos os  municípios baianos. Levantamento preliminar indica a necessidade de apuração sobre a situação funcional de 30 mil servidores em 585 órgãos da administração pública direta e indireta de 363 municípios do estado. Edital publicado na edição de sexta-feira (11/08), no Diário Oficial Eletrônico do TCM, estabelece prazo de 60 dias para que as prefeituras e câmaras municipais procedam a apuração de cada indício, adotem providências corretivas, e informem o Tribunal sobre elas, com a correspondente documentação comprobatória, através do Sistema Integrado de Gestão e Auditoria – SIGA, do próprio TCM.

A iniciativa de apurar e coibir a acumulação ilegal de cargos, assim como o pagamento de remuneração acima do teto legal, é fruto de um acordo de cooperação celebrado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) com a Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), o Instituto Rui Barbosa (IRB) e os demais tribunais de contas do Brasil. Para dar objetividade ao trabalho, o TCM realizou um cotejamento dos dados das folhas de pagamento das unidades jurisdicionadas do Tribunal, bem como destes com os dados das folhas de pagamento dos demais entes públicos brasileiros.

Nesta análise preliminar foram identificados cerca de 30 mil casos de situações funcionais que, em tese, infringem uma ou mais normas legais, e que devem ser investigadas para que sejam corrigidas. O TCM optou por dar ciência prévia aos gestores municipais responsáveis, de modo a agilizar a adoção de medidas corretivas. Os gestores terão que responder, através do sistema SIGA, questionário sobre cada caso e informar se “a irregularidade procede e a situação foi regularizada; a irregularidade procede e foram adotadas medidas para regularizar a situação; a irregularidade procede, mas não foram adotadas medidas para regularizar a situação; a irregularidade não procede, pois o servidor não se encontra nessa situação; a irregularidade não procede, pois a situação do servidor está amparada por outras normas e/ou decisões”.

Obrigatoriamente, os administradores de órgãos públicos municipais têm que informar o TCM sobre a apuração de cada caso suspeito de irregularidade, assim como das providências corretivas que foram adotadas no âmbito da administração municipal e anexar a documentação comprobatória. Caso seja constatada qualquer omissão no cumprimento das determinações expressas no edital, que foi publicado no Diário Oficial, assim como descumprimento de prazo, o TCM adotará medidas que poderão resultar em punições administrativas graves e eventuais denúncias ao Ministério Público Estadual para a instauração de processo investigatório por crime contra a administração pública.

A relação de municípios e órgãos públicos em que foram constatados indícios de acumulação de cargos por servidores público e desrespeito ao teto remuneratório legal pode ser vista aqui.

0 Comentários

Adicione seu comentário

Nickname:
E-mail:
Website:
Comentário:

Outras notíciasIr para página inicial

Paróquia de São Francisco promoverá almoço solidário para moradores de rua em Paulo Afonso; saiba como ajudar

Paróquia de São Francisco promoverá almoço solidário para moradores de rua em Paulo Afonso; saiba como ajudar(0)

Segundo Padre Ednaldo, pela iniciativa de dona Carmem, do grupo da Misericórdia e com apoio do Terço dos Homens, no próximo dia 22, ao meio dia, Recommend on Facebook Share on Orkut Tweet about it Print for later Tell a friend

Lourival Moreira dos Santos assume vaga de Antônio Alexandre na Câmara Municipal

Lourival Moreira dos Santos assume vaga de Antônio Alexandre na Câmara Municipal(0)

Nas eleições de 2016, o vereador Antônio Alexandre foi eleito com 871 votos ficando em segundo lugar na coligação (PMDB/PSC) que teve como primeiro colocado o vereador Edilson do Hospital (PMDB). Recommend on Facebook Share on Orkut Tweet about it Print for later Tell a friend

Liminar que Proibia a Vaquejada no Município de Paulo Afonso é Suspensa

Liminar que Proibia a Vaquejada no Município de Paulo Afonso é Suspensa(0)

Apesar de recente decisão do Supremo Tribunal Federal reconhecendo a vaquejada como patrimônio cultural, na cidade de Paulo Afonso vigorava desde outubro de 2016 Recommend on Facebook Share on Orkut Tweet about it Print for later Tell a friend

Em recesso, Câmara Municipal altera horário de atendimento ao público

Em recesso, Câmara Municipal altera horário de atendimento ao público(0)

PORTARIA Nº 316 /2017 O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE PAULO AFONSO, Estado da Bahia no uso de suas atribuições legais, normatiza: Recommend on Facebook Share on Orkut Tweet about it Print for later Tell a friend

Nota de Pesar da CMPA pelo falecimento do vereador Antônio Alexandre

Nota de Pesar da CMPA pelo falecimento do vereador Antônio Alexandre(0)

O Município de Paulo Afonso perdeu o político e vereador Antônio Alexandre dos Santos, líder da bancada da oposição e ex-presidente da Câmara Municipal de Paulo Afonso. Recommend on Facebook Share on Orkut Tweet about it Print for later Tell a friend

Leia mais
banner

Contatos e informações

RR Produção, Publicidade & Comunicação Digital Ltda
Rua da Aurora, nº 30 - Alves de Souza
Paulo Afonso - Bahia

Os artigos e opiniões expressas não representam
obrigatoriamente as adotadas pelo site. Os artigos e
fotos dos colaboradores são cedidos gratuitamente.

Redes sociais

Categorias mais populares

© 2011 Paulo Afonso Notícias - Todos os Direitos Reservados.