Pessoas LGBTs e políticos pedem políticas contra a violência e a discriminação

Em ato solene em comemoração ao Dia Internacional de Combate à LGBTfobia, realizado na noite de quarta-feira (17) na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), militantes, pessoas LGBTs [Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros] e políticos defenderam que políticas públicas voltadas para este segmento da população ajudariam a diminuir a violência e a discriminação no país.

lgtb

“Esse dia dá mais visibilidade, mas todo dia é um dia de lutar por direitos. E São Paulo precisa ter mais direitos voltados à comunidade LGBT”, disse Salete Campari, coordenadora de políticas públicas LGBT da prefeitura de São Paulo na zona leste da cidade. “Quando tiver políticas públicas de verdade voltadas para o LGBT, a gente vai ser mais respeitado”, falou

Entre esses direitos, defendeu Salete, estão inicialmente o fornecimento de empregos para a população LGBT. “Um país só se faz quando tem emprego. E, depois, uma educação voltada para o respeito. E a terceira é o respeito de verdade. O que é preciso é ter uma lei que, de verdade, criminalize a homofobia. E depois, aqui dentro, dessa Casa, que tenha empregabilidade para as travestis, que é a classe mais discriminada no meio LGBT”, disse ela.

O prefeito de Lins, Edgar de Souza, disse que houve avanços nas políticas LGBT nos últimos anos no país, mas ainda é preciso mais. “Nossa luta como militante LGBT não pode ser só para esse segmento, mas pela humanidade”, disse ele, em discurso. “Ainda falta avançar no arcabouço legal. Temos que melhorar a questão da legislação, que é muito ruim, em especial nessa questão de combate à LGBTfobia”, disse o prefeito.

Para ele, as políticas públicas começariam com a educação. “A educação é um grande celeiro, e por isso temos que capacitar os professores e preparar as escolas para o mundo real. Temos que preparar a sociedade para receber todo tipo de pessoa. A escola é hoje ainda um espaço de muita exclusão para a população LGBT. Penso que o caminho está ali. E outro fato importante é a criminalização da LGBTfobia”, falou ele.

Indagado pela Agência Brasil sobre o papel dele, como político, na realização dessas políticas públicas, Souza respondeu que sua função, além da implantação dessas políticas, também é de “batalhar, em outras esferas políticas, para que possamos ter cidadania plena para todos”.

“Cabe ao estado proteger o cidadão. A proteção não é só de segurança pública, mas, acima de tudo, são políticas públicas de prevenção a qualquer tipo de ato relativo à homofobia”, disse Floriano Pesaro, secretário estadual de Desenvolvimento Social.

Entre essas políticas públicas, ressaltou Pesaro, estão a questão da prevenção . “A prevenção aos atos de violência se faz através do esclarecimento, a partir da educação. É preciso educar. Qualquer tipo de preconceito está ligado à ignorância. A escola é um local ideal para essa ação preventiva. Acho que falta muito isso. E, depois, punir aqueles que são agressores e que violam os direitos humanos. A luta pelos direitos humanos é constante, permanente e devemos estar sempre alertas”, falou.

Segundo o secretário, também é preciso promover um debate sobre as políticas estaduais públicas voltadas para a população LGBT dentro da Assembleia Legislativa. “Temos que ampliar esse debate e trazer, para a sede do Legislativo paulista, um debate de avaliação das políticas públicas que temos realizado em São Paulo nos campos de justiça, cidadania, assistência social, educação e saúde”, falou.

Agência Brasil

0 Comentários

Adicione seu comentário

Nickname:
E-mail:
Website:
Comentário:

Outras notíciasIr para página inicial

Lourival Moreira dos Santos assume vaga de Antônio Alexandre na Câmara Municipal

Lourival Moreira dos Santos assume vaga de Antônio Alexandre na Câmara Municipal(0)

Nas eleições de 2016, o vereador Antônio Alexandre foi eleito com 871 votos ficando em segundo lugar na coligação (PMDB/PSC) que teve como primeiro colocado o vereador Edilson do Hospital (PMDB). Recommend on Facebook Share on Orkut Tweet about it Print for later Tell a friend

Liminar que Proibia a Vaquejada no Município de Paulo Afonso é Suspensa

Liminar que Proibia a Vaquejada no Município de Paulo Afonso é Suspensa(0)

Apesar de recente decisão do Supremo Tribunal Federal reconhecendo a vaquejada como patrimônio cultural, na cidade de Paulo Afonso vigorava desde outubro de 2016 Recommend on Facebook Share on Orkut Tweet about it Print for later Tell a friend

Em recesso, Câmara Municipal altera horário de atendimento ao público

Em recesso, Câmara Municipal altera horário de atendimento ao público(0)

PORTARIA Nº 316 /2017 O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE PAULO AFONSO, Estado da Bahia no uso de suas atribuições legais, normatiza: Recommend on Facebook Share on Orkut Tweet about it Print for later Tell a friend

Nota de Pesar da CMPA pelo falecimento do vereador Antônio Alexandre

Nota de Pesar da CMPA pelo falecimento do vereador Antônio Alexandre(0)

O Município de Paulo Afonso perdeu o político e vereador Antônio Alexandre dos Santos, líder da bancada da oposição e ex-presidente da Câmara Municipal de Paulo Afonso. Recommend on Facebook Share on Orkut Tweet about it Print for later Tell a friend

Vereador Marcondes Francisco completa mais um ano de vida nesta quinta-feira 14 de dezembro

Vereador Marcondes Francisco completa mais um ano de vida nesta quinta-feira 14 de dezembro(0)

Parabéns ao vereador Marcondes Francisco dos Santos que completa mais um ano de vida nesta quinta-feira 14 de dezembro. A Mesa Diretora da Câmara, vereadores, Recommend on Facebook Share on Orkut Tweet about it Print for later Tell a friend

Leia mais
banner

Contatos e informações

RR Produção, Publicidade & Comunicação Digital Ltda
Rua da Aurora, nº 30 - Alves de Souza
Paulo Afonso - Bahia

Os artigos e opiniões expressas não representam
obrigatoriamente as adotadas pelo site. Os artigos e
fotos dos colaboradores são cedidos gratuitamente.

Redes sociais

Categorias mais populares

© 2011 Paulo Afonso Notícias - Todos os Direitos Reservados.