Governo viabiliza R$ 33 mi para o Garantia Safra a agricultores familiares

A economia de municípios baianos foi aquecida, a partir da quinta-feira (13), com a liberação de R$ 33 milhões, referentes ao pagamento das indenizações do Garantia Safra (2015/2016) para quase 200 mil agricultores familiares que tiveram perdas na produção. O anúncio foi feito pelo governador Rui Costa em suas redes sociais na tarde desta quinta-feira (13).

Projeto Bahia Produtiva - Cadeia produtiva do mel em Tucano-BA. fotos Mateus Pereira/GOVBA

Projeto Bahia Produtiva – Cadeia produtiva do mel em Tucano-BA.
fotos Mateus Pereira/GOVBA

Deste valor, R$ 23 milhões são referentes ao pagamento das últimas parcelas da Safra Verão, que indenizou mais de 137 mil famílias de agricultores. Os outros R$ 10 milhões estão sendo destinados ao pagamento da primeira parcela da Safra Inverno, para cerca de 60 mil famílias de agricultores familiares baianos.

“O desejo do governo é que não houvesse perda de safra porque é um fator ruim para todos: agricultor familiar, municípios, Estado e União. E o Garantia Safra, aliado a outras ações estratégicas, desempenha um papel importante para enfrentar problemas relacionados à seca. O governo vai continuar apoiando os agricultores familiares, e, na medida em que houver frustação de safra, disponibilizará aporte financeiro, em parceria com a União e os municípios”, afirma o governador Rui Costa.

O Garantia-Safra é uma ação do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), por meio da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário (Sead), do Governo Federal, para atender agricultores familiares que sofrem perda da safra por seca ou excesso de chuva.

A Bahia concentra a maior participação de agricultores familiares no programa. O estado é o único no país em que o governo, além de pagar a sua parte, assume 50% dos valores devidos aos agricultores familiares e às prefeituras municipais, usando recursos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Funcep). Apesar da crise econômica que atinge todo o país, o Governo do Estado tem assumido este compromisso, e executado outras políticas públicas estratégicas para atender à população rural e garantir a sua permanência no campo, com as devidas condições, a exemplo do acesso à água, assistência técnica e a distribuição de sementes e de palma.

O valor das indenizações pagas a cada agricultor é de R$ 850,00, dividido em cinco parcelas de R$ 170,00. Até o mês de agosto, o programa vai injetar na economia de 238 municípios, o montante de R$165 milhões.

 

O secretário de Desenvolvimento Rural (SDR), Jerônimo Rodrigues, reitera a continuidade das políticas públicas executadas nos últimos dez anos pelo Governo do Estado para enfrentar desafios como o da convivência com o semiárido e a permanência das famílias no campo. “A SDR cumpri o papel para o qual ela foi criada, desenvolvendo ações como a oferta de assistência técnica para que as famílias acessem o Garantia Safra, e outras políticas públicas, realizadas em parceria com os municípios, Consórcios Públicos, Sindicato de Trabalhadores Rurais, cooperativas, entidades representativas da agricultura familiar e o apoio financeiro e técnico do Governo Federal, por meio da Sead”.

O benefício é destinado às famílias com renda mensal de até 1,5 salário mínimo e que plante até cinco hectares. Para que o agricultor familiar tenha acesso ao Garantia Safra é necessário que o Governo do Estado faça, anualmente, adesão junto à Sead, os municípios, junto ao governo estadual, e os agricultores, ao programa, por meio das prefeituras municipais.

Para o agricultor familiar, Valter dos Santos, do Povoado de Santa Cruz, em Nova Redenção, o Garantia Safra é um apoio importante para a sobrevivência da família, especialmente pela situação de estiagem, que já dura mais de seis anos. “Para nós que vivemos em uma região de sequeiro e corremos o risco, novamente, de perder o pouco que conseguimos plantar esse ano, o Garantia Safra ajuda e muito, mas o que gostaríamos mesmo era que tivéssemos chuva e conseguíssemos plantar e colher a nossa lavoura”.

Na Bahia, o programa é coordenado pela Superintendência da Agricultura Familiar (Suaf/SDR), com o apoio da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), atuando nos Serviços Territoriais de Apoio à Agricultura Familiar (SETAFs), com a realização de inscrições dos agricultores e elaboração dos laudos para a verificação de perdas, além da articulação com os municípios e com a Delegacia da Sead. Em caso de dúvidas relacionadas ao pagamento das indenizações, os agricultores devem procurar os técnicos da Bahiater nos SETAFs.

0 Comentários

Adicione seu comentário

Nickname:
E-mail:
Website:
Comentário:

Outras notíciasIr para página inicial

Paróquia de São Francisco promoverá almoço solidário para moradores de rua em Paulo Afonso; saiba como ajudar

Paróquia de São Francisco promoverá almoço solidário para moradores de rua em Paulo Afonso; saiba como ajudar(0)

Segundo Padre Ednaldo, pela iniciativa de dona Carmem, do grupo da Misericórdia e com apoio do Terço dos Homens, no próximo dia 22, ao meio dia, Recommend on Facebook Share on Orkut Tweet about it Print for later Tell a friend

Lourival Moreira dos Santos assume vaga de Antônio Alexandre na Câmara Municipal

Lourival Moreira dos Santos assume vaga de Antônio Alexandre na Câmara Municipal(0)

Nas eleições de 2016, o vereador Antônio Alexandre foi eleito com 871 votos ficando em segundo lugar na coligação (PMDB/PSC) que teve como primeiro colocado o vereador Edilson do Hospital (PMDB). Recommend on Facebook Share on Orkut Tweet about it Print for later Tell a friend

Liminar que Proibia a Vaquejada no Município de Paulo Afonso é Suspensa

Liminar que Proibia a Vaquejada no Município de Paulo Afonso é Suspensa(0)

Apesar de recente decisão do Supremo Tribunal Federal reconhecendo a vaquejada como patrimônio cultural, na cidade de Paulo Afonso vigorava desde outubro de 2016 Recommend on Facebook Share on Orkut Tweet about it Print for later Tell a friend

Em recesso, Câmara Municipal altera horário de atendimento ao público

Em recesso, Câmara Municipal altera horário de atendimento ao público(0)

PORTARIA Nº 316 /2017 O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE PAULO AFONSO, Estado da Bahia no uso de suas atribuições legais, normatiza: Recommend on Facebook Share on Orkut Tweet about it Print for later Tell a friend

Nota de Pesar da CMPA pelo falecimento do vereador Antônio Alexandre

Nota de Pesar da CMPA pelo falecimento do vereador Antônio Alexandre(0)

O Município de Paulo Afonso perdeu o político e vereador Antônio Alexandre dos Santos, líder da bancada da oposição e ex-presidente da Câmara Municipal de Paulo Afonso. Recommend on Facebook Share on Orkut Tweet about it Print for later Tell a friend

Leia mais
banner

Contatos e informações

RR Produção, Publicidade & Comunicação Digital Ltda
Rua da Aurora, nº 30 - Alves de Souza
Paulo Afonso - Bahia

Os artigos e opiniões expressas não representam
obrigatoriamente as adotadas pelo site. Os artigos e
fotos dos colaboradores são cedidos gratuitamente.

Redes sociais

Categorias mais populares

© 2011 Paulo Afonso Notícias - Todos os Direitos Reservados.